Os tanques são classificados em dois tipos: estacionários ou móveis (carretas). Durante a transferência entre tanques, utiliza-se equipamentos definidos de acordo com o produto envolvido, atentando-se à compatibilidade química. As operações de transferência são devidamente aterradas e monitoras de forma integral para identificar possíveis informalidades durante o processo. Caso haja irregularidade, a transferência é paralisada para realizar análise e regularização para continuar o procedimento.

Veja também: