Central de Emergência 0800 117 2020 0800 117 2020 [email protected] Escolha seu país:

Tendências promissoras da Economia Circular

Equipe redação

Por Equipe de Redação
Publicado em 16 de janeiro de 2024

O ano de 2024 traz consigo desafios ambientais significativos, após um 2023 marcado pela crescente preocupação com os impactos da crise climática.

Em meio a essas preocupações, a Economia Circular emerge como uma abordagem vital para mitigar os efeitos adversos do consumo, da geração excessiva de resíduos e dos processos industriais. Apontamos aqui algumas tendências promissoras da Economia Circular que moldarão o cenário econômico em 2024.

1. Diminuição do consumo e escolha de bens duráveis:

Uma das principais estratégias para enfrentar os desafios ambientais é a conscientização sobre o consumo. A diminuição do consumo e a preferência por bens mais duráveis são tendências que ganham força em 2024. Isso não apenas reduz a quantidade de resíduos gerados, mas também promove a sustentabilidade ao estender a vida útil dos produtos.

2. Consumo de bens provenientes de cadeias de reciclagem ou regeneração:

A busca por produtos provenientes de cadeias de reciclagem ou regeneração torna-se uma prática mais difundida. Os consumidores estão cada vez mais atentos à origem e ao ciclo de vida dos produtos, optando por aqueles que contribuem para a economia circular. Essa escolha não apenas estimula a demanda por produtos sustentáveis, mas também impulsiona a indústria a adotar práticas mais responsáveis.

3. Homologação e contratação de fornecedores comprometidos com impactos ambientais:

A conscientização sobre a importância da cadeia de suprimentos sustentável cresce entre as empresas. A homologação e contratação de fornecedores comprometidos com práticas ambientalmente responsáveis tornam-se critérios essenciais. Empresas que adotam fornecedores alinhados com valores sustentáveis contribuem para a redução da pegada ecológica em toda a cadeia produtiva.

4. Implantação de tecnologia na compra de matérias-primas e na circularidade produtiva:

A tecnologia desempenha um papel crucial na transição para a Economia Circular. Em 2024, a implantação de tecnologias inovadoras na compra de matérias-primas de cadeias regenerativas e na promoção da circularidade dentro do processo produtivo ganha destaque. Isso não apenas otimiza os processos, mas também reduz o desperdício e aumenta a eficiência.

5. Tecnologia de rastreabilidade para responsabilidade na cadeia produtiva:

A rastreabilidade é uma ferramenta essencial para garantir a responsabilidade ao longo da cadeia produtiva. A implantação de tecnologias que permitem o rastreamento preciso dos produtos desde a matéria-prima até o consumidor final ajuda a prevenir o desperdício e a identificar áreas de melhoria em termos de impactos ambientais.

6. Inclusão das temáticas de sustentabilidade e economia circular na estratégia empresarial:

Uma mudança significativa ocorre quando as empresas integram as temáticas de sustentabilidade e economia circular em suas estratégias corporativas. Além de atender às demandas dos consumidores conscientes, essa inclusão fortalece a resiliência das empresas diante das pressões ambientais e riscos, proporciona vantagens competitivas no mercado em evolução.

As tendências da Economia Circular para 2024 apontam para uma necessidade de transformação de paradigmas econômicos tradicionais. A conscientização sobre a necessidade de adotar práticas mais sustentáveis está impulsionando a inovação e promovendo mudanças significativas em diversos setores.

Compartilhe
CALCULAR CO₂

Solicite sua proposta

Nossos analistas comerciais estão prontos para ajudar sua empresa com as melhores soluções ambientais.







    250